top
logo

Previsão do tempo

Usuários Cadastrados



Visitantes Online

Nós temos 17 visitantes online

Tarifa do transporte coletivo é reajustada em Itaquaquecetuba PDF Imprimir E-mail
Sex, 21 de Janeiro de 2011 00:00

O aumento interfere na adequação econômico-financeira do contrato de concessão (Empresa CS Brasil Transportes de Passageiros e Serviços Ambientais), tendo sido analisado e aprovado pelo Conselho Municipal de Transportes – COMUTRAN

A secretaria municipal de Transportes informa que, a partir da 0:00 horas de 23 de janeiro, a passagem de ônibus na cidade passa a custar R$ 2,90 reais (valor atual R$ 2,50 reais).

O reajuste da tarifa é devidamente regulamentado pelo decreto 6452/2011.

O último aumento da passagem (de R$ 2,30 para R$ 2,50) ocorreu em meados de janeiro de 2009.

Estudos mostram que, atualmente, cerca de 1 milhão e 900 mil passageiros fazem uso das linhas municipais por mês. Cerca de 200 mil são “não pagantes”.

A frota de coletivos hoje na cidade é composta por 114 ônibus (sendo 53 deles do ano de 2010 e outros 57 de 2008), distribuídos em 23 linhas municipais.

As linhas mais extensas são a “Parque Piratininga/Santa Tereza” e a “Pium/ Manoel Feio”. Ambas com 19 km de extensão (cerca de 01 hora de viagem).

Todos os coletivos em Itaquaquecetuba são 100% adaptados aos munícipes com mobilidade reduzida.

Ainda fazem parte deste conjunto, 02 vans adaptadas que prestam serviços à secretaria municipal de Promoção Social, conduzindo munícipes à consultas médicas e demais atendimentos dentro e fora do município (por mio de agendamento prévio).

Diante do “Protocolo de Intenções” assinado recentemente pela prefeitura e pela concessionária de transporte publico, as novas unidades utilizam mistura combustível com biodiesel (2%); reduzindo significativamente a emissão de gases de efeito estufa. À municipalidade compete o acompanhamento das metas e a certificação da Júlio Simões com o chamado “Selo Verde – parceira do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável”.

De acordo com o secretário da pasta, Wander Rodrigues Fernandes o reajuste proposto interfere na adequação econômico-financeira do contrato de concessão (Empresa CS Brasil Transportes de Passageiros e Serviços Ambientais), tendo sido analisado e aprovado pelo Conselho Municipal de Transportes – COMUTRAN.

O secretário lembra ainda que o valor da passagem escolar, em todas as linhas municipais, continuará a ser cobrado na base de 50%.

Release: Neirylene Cunha de Sena
Crédito Foto: Wiliam Rita

 

bottom

Todos os direitos reservados © 2014 Design by Web2a Studio!